2+2=5

2+2=5

47ª criação / OUT.23

2+2=4 deveria ser a pedra angular da lógica, porém no labirinto distópico de “1984” de George Orwell, surge um fenómeno matemático: 2+2=5. 

É a partir deste universo, desta equação de arquitectura sinuosa, que emerge um cenário temporal distorcido, onde a realidade se curva diante do absoluto domínio da Grande Máquina. Conservando a fórmula 2+2=5 como sustento da frase: “se é falso, também pode ser verídico”, a humanidade é forçada a engolir esta absurda equação como se fosse o mais límpido e incontestável facto. 

A narrativa desenrola-se entre pólos de resistência e submissão, e é neste turbilhão de verdades e mentiras que as personagens coabitam presas ao futuro, antevendo a morte tão certa como o 3 antecede a 5.


Encenação: José C. Garcia

Assistência de encenação: Tiago Poiares

Interpretação: Joana Poejo, Pedro da Silva e Samuel Querido

Video mapping: Nuno Manuel Pereira

Música: João Clemente 

Figurinos: Mafalda Estácio 

Espaço Cénico: Criação colectiva

Desenho e operação de luz: Pedro Fino

Participação Especial: Marta Ramos (Voz / Canção de Embalar) e Gonçalo Alves (Bateria)

Design gráfico: Jorge Portugal/PURETUGAL

Direcção de Produção: Alexandre Barata


Agradecimentos: Resiestrela e Pedro Santos


Espectáculo aconselhável a Maiores de 14 anos



Itinerância


2023

. 05 a 15_Out / FUNDÃO - Auditório da Moagem (estreia)


2024

. 27_Mar / FUNDÃO / Auditório da Moagem (Dia Mundial do Teatro)

. 13_Jul / Porto / Qta da Caverneira 

. 28_Ago / Setubal / Teatro Luisa Todi